quinta-feira, 21 de abril de 2011

Malas

Malas prontas ao chão, cheias de desejos vão, com histórias para contar voltarão. Férias, feriado. Céu. Lua. Mel. Fotografias aos montes e tantos sonhos a se realizar. Campo. Praia. Sol ou sul, pouco importa, vamos sair de Sampa, voltaremos logo, já não vivemos sem a correria do dia-a-dia, o terno, a gravata, o escritório, o chefe, o café para animar e a poluição do ar...
Data esperada, tão planejada. Vamos fugir um pouco?
Voltaremos à terra que deixamos, às pessoas que amamos que o tempo envelheceu, a saudade bateu.
Malas feitas as pressas, pressa de ver vivo quem tem peso de sobra na bagagem e está apenas esperando a barca chegar.
Sonho ou dor. O beijo de até logo ou de nunca mais. O abraço para matar a saudade. A lágrima a selar o caixão. Alegria ou saudade?
Nessa viagem sentindo o barato de viajar. De avião, na estrada ou no mar. Curtir o luar e o céu estrelado anunciando que um lindo dia de sol virá.
Trasladar-me. Não sei para onde a vida quer me levar. Não sei se vou, não sei se fico, talvez eu não deva, talvez eu volte cedo ou não queria nunca mais...

Um comentário:

  1. vc volta logo, pq a gente tá aki te esperando pq a gente te ama de verdade pq a gente ñ vai te deixar sozinha e pq mesmo lá a gente vai ficar ressoando no teu ouvido... 8 dias sem se ver... :(

    ResponderExcluir