quinta-feira, 30 de junho de 2011

S de som.

Peço pro som me acariciar, sim.
ésses, esses ssssssss sem fim.
Não incomodam,
fazem cócegas
aos ouvidos e
produzem prazer,
meio sado.
A culpa é do poeta,
sádico.
Viciei no som
do seu sentimento.

Um comentário:

  1. esse carinho ruidoso do silêncio...é quase brisa, quase vento.

    ResponderExcluir