domingo, 10 de julho de 2011

Desgosto

Desgosto
do gosto
na boca,
do cheiro
no cabelo,
na roupa.
Gosto
de engolir
sem mastigar,
por para fora,
sentir-me leve,
sem remorso.
Aspiro desgosto
Expiro liberdade.

Um comentário:

  1. "O que em mim, gosta,
    nele há o desgosto,
    o desgaste,
    E se não o fosse,
    amar a.maria.
    Diz, gosto meu!
    Te gostas gostar do desgosto deste gosto desgostoso?"

    Alexandre Pedro

    Adorei teu poema!!!
    AMEEEEEI!!!

    ResponderExcluir